Iª Festa do Caminhoneiro de Fronteiras

Iª Festa do Caminhoneiro de Fronteiras

sexta-feira, 15 de março de 2013

Notícia de prisão de assassinos de Emídio Reis repercute nas redes sociais


Desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (15) tomaram conta das redes sociais as notícias da prisão do vice-prefeito do município de São Julião, Francimar Pereira, de três pessoas de São Julião inicialmente identificadas como Joao do Elisio, Joaquim do Gabriel e Lezinho e mais dois homens identificados como Antônio Virgílio e Elvídio presos município de Alagoinha do Piauí. Todos são acusados de participação na morte do ex-vereador Emídio Reis.
O Delegado Civil James Guerra explicou que no município de São Julião, há combinação sobre os mandados para prefeito municipal. Após eleito, o prefeito assume e fica no mandado por dois anos, e então renuncia para que o vice possa assumir.

Del. James Guerra

"Existia a expectativa que o atual prefeito renunciasse para Francimar assumir. Mas a assunção ao cargo estava ameaçada pelo trabalho feito pelo ex-vereador que se movia para cassar o atual, o que acabaria com os planos do acusado", disse o delegado.
Em entrevista a uma emissora de TV da Capital o Secretário de Segurança Púiblica do Estado do Piauí, Robert Rios afirmou está feliz por conseguir dar uma resposta para a sociedade. "Demorou um pouco, pois tivemos de ter cautela, são pessoas que tem dinheiro, que vão contar com bons advogados, e advogados bem pagos, que logo vem na TV dizer que esses monstros são bonzinhos", disse o secretário destacando o trabalho do delegado Menandro Pedro, titular do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO).

Robert Rios - Secretário de Segurança do Estado do Piauí
 
O secretário deu detalhes da investigação. "Durante o trabalho da polícia, foi capturada a imagem do carro da vítima passando pelo posto de combustível, e percebemos que ele era acompanhado por outro. Carro este que identificamos como sendo do pistoleiro", disse o delegado.
Outro indício foi o uso do telefone. Pelo mapeamento de origem das chamadas, verificou-se que toda vez que a vítima usava o telefone, o pistoleiro estava na mesma região. A vítima mudava de área e o pistoleito também mudava. "Observamos várias mudanças, e sempre identificavamos que o pistoleiro seguia a vítima", explica.
Robert Rios lembra que a região tem um histórico de impunidade. "Os criminosos daquela região tem de começar a rever seus atos. Toda vez que se coloca um pistoleito no banco dos reus, via de regra são absolvidos. Mas já conseguimos erradicar a pistolagem em quase todo Piauí", lembra o secretário.
Ainda sobre o caso, Robert Afirma que há uma pessoa desaparecida, e que seu paradeiro é investigado. Essa pessoa teve participação na morte de Emídio e a suspeita é de que tenha sido morto pelo próprio grupo. O histórico dos envolvidos é antigo, e também é investigado. "Há um homicídio da cidade de Marcolândia, ocorrido há algum tempo. O corpo foi encontrado e com ele o documento de um desses indivíduos que prendemos nesta aperação", lembra Robert.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados passarão por prévia aprovação do administrador.